.

.

.

.

sexta-feira, 12 de agosto de 2016

POLÍTICA: Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-Ba), na manhã desta sexta-feira (12), registrar as candidaturas de Alice Portugal e Maria Del Carmen.

A deputada federal Alice Portugal (PCdoB) e a deputada estadual Maria del Carmen (PT) estiveram no Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-Ba), na manhã desta sexta-feira (12), para registrar suas candidaturas a prefeita e vice-prefeita de Salvador, respectivamente, pela coligação “Sim Para Salvador”, que conta com apoio do PTN, PSD e PSB.
“Vamos dizer sim para Salvador, para as suas questões principais, para melhorar a vida das pessoas. Diferimos do atual projeto em curso na cidade desde a concepção da democracia. Nós apoiamos a Democracia. Eles apoiam o golpe, que nesse momento se institui em nosso país. Se há perdas na democracia, há perda para a vida das pessoas. Nós defendemos os programas sociais e a melhoria da vida daqueles que mais precisam. Eles concentram-se em maquiagens para beneficiar determinados setores da economia. Nós defendemos que a economia se desenvolva como um todo, da grande economia até a solidária. São diferenças grandes e que serão tratadas neste período (de campanha). Espero que ele (o atual prefeito) participe dos debates para que nós possamos dizer isso de frente. O núcleo do projeto que eu e Maria representamos é, sem dúvida, a defesa dos interesses de Salvador”, comentou Alice Portugal , que é bioquímica, farmacêutica, está em seu quarto mandato consecutivo de deputada federal e foi eleita pela sétima vez pelo Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap) uma das parlamentares mais influentes do Congresso Nacional, após entrega de documentos obrigatórios ao TRE-Ba.

Em sintonia com a candidata a prefeita, Maria del Carmen defende a participação popular nas tomadas de decisões através da instituição do Orçamento Participativo, um importante instrumento de complementação da democracia representativa, pois permite que o cidadão debata e defina os destinos da cidade, estimulando o exercício da cidadania, por exemplo.
“Eu e Alice pensamos de maneira semelhante a respeito de diversas questões, defendemos os mesmos princípios e a perspectiva de transformação da sociedade através do diálogo. Sonhamos com uma cidade inclusiva, feita para todos, que não seja boa apenas para uma parcela da população, mas com intervenções realizadas com base na discussão coletiva, para que sejam desenvolvidos projetos que sejam, de fato, do interesse da população. Neste sentido, sou pela montagem de algo que é tão importante como o Orçamento Participativo, aonde a população define o que é mais prioritário para o município. Em resumo, queremos uma cidade para todos, uma cidade mãe”, concluiu Maria del Carmen, que é engenheira por formação, tem mais de 40 anos dedicados à vida pública e atualmente preside a Comissão de Desenvolvimento Urbano da Assembleia Legislativa da Bahia e é membro do Conselho Estadual das Cidades, vice-presidente da Frente Parlamentar em Defesa das Santas Casas de Misericórdia da Bahia e da membro da Frente Parlamentar em Defesa da Engenharia. (ASCOM)

Nenhum comentário:

Postar um comentário