.

.

.

.

domingo, 21 de agosto de 2016

População, funcionários e dirigentes se mobilizam a favor da Santa Casa de Valença


A crise e o subfinanciamento do Sistema Único de Saúde (SUS) levaram a Santa Casa de Misericórdia de Valença a enfrentar sérias dificuldades financeiras, o que obrigou a instituição a anunciar a suspensão de serviços para o dia 12 de setembro. Frente a essa realidade, que também tem afetado outros hospitais filantrópicos baianos, a população de Valença e região, dirigentes da Santa Casa e autoridades participaram na manhã desta sexta-feira (19) da maior mobilização em prol da unidade hospitalar que é referência em atendimento em todo o Baixo Sul. Cerca de 500 pessoas vestidas com camisas escritas “Seja a mudança que você quer ver no mundo”, frase de Mahatma Gandhi, formaram um gigantesco #SOS, uma alusão à campanha “SOS Saúde da Bahia”, lançada pela Santa Casa de Valença juntamente com as unidades de Nazaré e Cruz das Almas e com o Hospital Martagão Gesteira. Hoje, fazem parte, outras dez instituições filantrópicas que pedem a ajuda dos governantes para transformar o cenário de endividamento, demissões e restrição de serviços que têm vivido. O provedor Marcelo Dantas Cabral assumiu a condução do evento falando sobre a atual situação da Santa Casa. Em seguida, o cantor Robert Lucas, que recentemente participou do programa The Voice Kids, da Rede Globo, emocionou os presentes ao interpretar a canção “Depende de Nós”, de Ivan Lins e Vitor Martins. A Santa Casa de Valença é a única emergência do Baixo Sul e região.Números – A dívida da Santa Casa de Valença já ultrapassa os R$ 7 milhões, acumulando, mensalmente, um déficit de R$ 200 mil. A instituição realiza mais de 20 mil atendimentos mensais e é a única emergência em funcionamento no Baixo Sul e região. Cerca de 300 mil habitantes e de 500 funcionários poderão sofrer as conseqüências da possível suspensão de serviços, o que a instituição tenta evitar.SOS Saúde da Bahia – A campanha lançada nas redes sociais pelas Santas Casas de Valença, Nazaré e Cruz das Almas e pelo Hospital Martagão Gesteira agora contempla o Instituto IBR e as Santas Casas da Bahia, Itabuna, Feira de Santana, Poções, Vitória da Conquista e Campo Formoso, ancoradas pela Federação das Santas Casas de Misericórdia, Hospitais e Entidades Filantrópicas do Estado da Bahia (FESFBA). Eles representam uma amostra significativa dos 64 hospitais filantrópicos do estado, que também vivenciam a crise. A “SOS Saúde da Bahia” é um pedido de ajuda para que os valores repassados pelo SUS cubram o custo dos procedimentos realizados, assegurando à população o direito à saúde pública e de qualidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário