.

.

.

.

sexta-feira, 7 de outubro de 2016

Hildécio Meireles critica queda de investimento no turismo baiano

Em pronunciamento realizado na Assembleia Legislativa da Bahia, o deputado estadual Hildécio Meireles (PMDB) frisou que a situação que se chegou o Centro de Convenções do Estado da Bahia, reflete a falta de investimentos no turismo no decorrer dos nove anos da gestão do PT à frente do governo do Estado. Segundo ele, basta verificar a situação de abandono em que se encontram os diversos segmentos do setor como: o turismo de lazer, a gastronomia, praias, etc, resultado da drástica queda de investimento.   “De 2000 a 2006, o investimento total do poder executivo foi de R$ 6.312.643 bilhões, sendo que o investimento no turismo foi de R$ 91.845 milhões, que representou uma de participação de 1,45% no orçamento de investimentos do Estado. Já nos nove anos seguintes do governo do PT (2007 a 2015), os investimentos no turismo teve considerável queda na participação do orçamento de investimentos totais do estado vez que: de 2007 a 2015, o orçamento total de investimento do estado foi de R$ 14.939.654 bilhões, sendo que o investimento em turismo foi de R$ 57.102 milhões, numa participação de 0,38%. Portanto, passamos de 1,45% de investimentos no turismo para 0,38%”, disparou. "E o Centro de Convenções é apenas um emblema, mas é nítido que o problema é na Bahia inteira. A falta de investimentos em estradas, em aeroportos, em portos. A falta de incentivo para os empreendedores tem contribuído para que a Bahia deixasse de ser o Estado líder no Nordeste, perdendo a liderança para o Ceará, bem como para Pernambuco, e isso tem criado grandes problemas para a economia baiana, como também para o incremento dos índices de desemprego no Estado", sinalizou. Por fim, Hildécio ressalta ainda que foram anunciados diversos investimentos, como a construção do novo aeroporto de Ilhéus, que sequer saiu do papel e o de Vit[oria da Conquista que ainda não foi concluído. Sem contar na ponte Salvador x Itaparica que só existe na mídia e em época que antecede eleição”, ponderou, conclamando por soluções o quanto antes, de forma que o setor volte a prosperar no estado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário