.

.

.

.

quarta-feira, 2 de novembro de 2016

POLÍTICA: Defesa de Cunha chama Temer e Lula como testemunhas

Os advogados do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB) chamaram o presidente Michel Temer (PMDB) e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) como testemunhas de defesa no processo da Operação Lava Jato.  Além dos dois, Cunha convocou o ex-presidente da Câmara Henrique Alves (PMDB), o senador cassado Delcídio do Amaral Gómez, o ex-diretor da Petrobras Nestor Cuñat Cerveró, José Carlos Bumlai e outras 18 pessoas.  O deputado cassado é acusado pela Lava Jato de receber propina de contrato para exploração de petróleo em Benin, na África. Segundo o MPF, ele ainda utilizava contas na Suíça para lavar o dinheiro recebido ilicitamente.  Ao G1, os advogados de Cunha negaram as acusações e disseram que os procuradores da Lava Jato não explicaram qual seria a participação do ex-deputado no esquema. A defesa pediu que a denúncia contra o ex-deputado, que está preso desde o dia 9 de outubro, seja rejeitada. Se os pedidos não forem atendidos, as testemunhas alocadas serão convocadas. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário