.

.

.

.

segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

POLÍTICA: Robinson Almeida diz que indicação de Moraes ao STF é tentativa de 'interferir' na Lava Jato



O deputado federal Robinson Almeida (PT-BA) criticou a indicação do nome de Alexandre de Moraes para o Supremo Tribunal Federal (STF), anunciada nesta segunda-feira (6) pelo presidente Michel Temer. Para o petista, a decisão denota uma tentativa do governo de interferir “politicamente nos julgamentos que estão por vir” da Operação Lava Jato. Ministros de Temer e o próprio presidente já foram citados em delações da Odebrecht e, com a homologação dos acordos, há expectativa de que outros nomes do núcleo duro do governo sejam implicados. “A nomeação foi uma aberração. Ele é um político associado ao PSDB de São Paulo, ao [Geraldo] Alckmin. Ele [Temer] indica um membro desse governo para ocupar a função de julgador dessa operação. Foi uma aberração, uma nomeação em cumprir uma exigência de notório saber e de ser apartidária para ser membro da Suprema Corte. É um movimento para diminuir o Supremo e tentar interferir politicamente nos julgamentos que estão por vir”, atacou o parlamentar baiano. O deputado ainda disse esperar “rigor técnico” do Senado, responsável por referendar, ou não, a indicação de Temer. O presidente possui maioria sólida na Casa, o que deve levar os senadores a avalizarem a decisão do peemedebista. “Se o Senado avalizar isso, vai ficar com a mesma suspeição que está o governo de referendar um nome com perfil político, apoiado por pessoas interessadas no interesse do julgamento”, criticou. (fonte: bahianoticias)

Nenhum comentário:

Postar um comentário