.

.

.

.

terça-feira, 7 de março de 2017

Hildécio Meireles alerta que despesas com exercícios anteriores do Governo estão muito além do permitido

Em forte discurso no plenário da Assembleia Legislativa, o deputado estadual Hildécio Meireles (PMDB) chamou atenção para as despesas com exercícios anteriores do Governo do Estado que estão muito além do permitido. Conforme o deputado, de 2014 para cá esse valor tem se elevado substancialmente, ignorando-se que trata-se de uma regra de exceção e não rotineira, a exemplo do restos a pagar. Conforme explica Meireles, quando uma gestão inicia o ano com débitos que não foram processados,é necessário abrir processo administrativo para apurar a natureza das dívidas e daí se autorizar pagamento. “Porém, levando em conta que o ideal é não ter despesas do exercício anterior e que, tendo, não pode ser em valores volumosos, inevitavelmente, em meio a toda essa crise que assola o país, não passa despercebido ter sido pago em 2015 R$ 1, bilhão; em 2016 R$ 1,8 bilhão  e somente até o dia 4 de março de 2017 um total de R$ 941 milhões, metade do que se pagou o ano passado. Em suma, chama atenção a pressa de se fazer esses pagamentos e o intuito da oposição é se aprofundar nessa lógica e levar a apuração até mesmo para a Comissão de Finanças, de forma que haja esclarecimentos”, pontuou. Por fim, o deputado peemedebista, ressalta que a ação vai de encontro com o discurso do executivo estadual de está em contingenciamento, penalizando, por exemplo, os servidores que há muito não recebem aumentos dos salários. “E o que queremos é que a situação não fique ainda pior e os servidores, a população pague um preço maior”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário