.

.

.

.

quinta-feira, 31 de agosto de 2017

Secretaria da Saúde de Cairu promove ações anti tabagismo

No mês de agosto celebra-se o Dia Nacional de Combate ao Fumo,a secretaria Municipal da Saúde de Cairu,através do NASF -Núcleo de Apoio a Saúde da Família,vem realizando uma série de ações para conscientizar a população sobre essa prática extremamente prejudicial à saúde.A Organização Mundial de Saúde (OMS) considera o tabagismo como uma epidemia global, responsável por cerca de 6 milhões de mortes anuais, dos quais mais de 600 000 por exposição involuntária à fumaça do tabaco, denominada tabagismo passivo. Esta epidemia, de acordo com a OMS pode matar mais de 8 milhões de pessoas por ano até 2030, caso nada seja feito. A OMS considera que mais de 80% dessas mortes evitáveis estarão entre pessoas que vivem em países de baixa e média renda. O NASF é uma equipe multiprofissional composta por profissionais de diferentes campos de conhecimento, que devem atuar de maneira integrada e apoiando os profissionais das Equipes de Saúde da Família e de Atenção Básica para as populações específicas. A função primordial é o apoio matricial à atenção básica, a atuação ocorre de forma técnico-pedagógica através de atividades educativas e clínico-assistencial ,além de visita domiciliar.  O NASF atua de forma itinerante, com propostas de atividades nas 7 Unidades de Saúde da Família e nas 2 Unidades Satélites. O atendimento é realizado por profissionais de várias áreas de atuação, como Psicóloga, Nutricionista, Assistente Social, Fisioterapeuta ,Acupunturista e Educadores Físicos.  A ação "Uma Vida sem Tabaco" percorreu diversas localidades do município, entre elas Morro de São Paulo, Gamboa, Galeão, Zimbo, Boipeba, São Sebastião e também a Sede. Um dos objetivos foi orientar as pessoas sobre os malefícios causados pelo tabaco. Um total de 347 pessoas, entre eles estudantes, usuários, trabalhadores da educação e da saúde e comunidade de modo geral participaram das atividades, que abrageram faixas etárias dos 8 aos 50 anos de idade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário