.

.

.

.

domingo, 3 de junho de 2018

CAIRU: Secretaria de Saúde de Cairu realiza atividades voltadas para Saúde do Homem

De acordo com dados estatísticos, os homens brasileiros vivem, em média, 7,4 anos a menos que as mulheres. Entre as causas de morte prematura estão a violência e acidentes de trânsito, além de doenças cardiovasculares e infartos. Essas últimas, juntamente com as estatísticas que mostram que o homem normalmente adentra o Sistema Único de Saúde (SUS) pelos serviços de atenção especializada - média e alta complexidade, apontam uma necessidade de aumento na busca regular de medidas de prevenção primária.  A partir desse panorama, o Ministério da Saúde implementou, em 2009, a Política Nacional de Atenção Integral à Saúde do Homem com vistas à promoção de ações em saúde que contribuíssem para a compreensão da realidade singular masculina e propiciassem um melhor acolhimento no SUS, com foco especial à Atenção Primária. A Secretaria de Saúde de Cairu buscando promover ações preventivas implementou aPolítica de Atenção à Saúde do Homem como rotina nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) do município. Um cronograma de atividades foi montado até dezembro deste ano, abrangendo todas as ilhas do arquipélago. A iniciativa foca nos homens de 20 a 59 anos de idade, estimulando o autocuidado e, principalmente, o reconhecimento de que a saúde é um direito social básico e de cidadania de todos os homens brasileiros. Partindo do pressuposto que, se medidas preventivas básicas fossem adotadas, muitos agravos poderiam ser evitados. A secretária de saúde, Italuana Guimarães, enfatiza a importância dos cuidados com a saúde do homem. " Através da prevenção  podemos reduzir o número de  problemas crônicos com diabetes, hipertensão e câncer de próstata promovendo longevidade e qualidade de vida para esse homem. É um ganho para o núcleo familiar do qual esse homem faz parte e, consequentemente, para toda a comunidade”, disse a secretária. Para obter maiores informações sobre o cronograma de atividades basta procurar a unidade de saúde mais próxima ou o agente comunitário responsável por sua localidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário