.

.

.

.

segunda-feira, 7 de janeiro de 2019

Crise política em Presidente Tancredo Neves freia ascensão do município

Em crise administrativa desde que assumiu o governo municipal, em janeiro de 2017, o prefeito Toin do Bó, de Presidente Tancredo Neves, ainda não conseguiu colocar a máquina pública nos trilhos. O município, que nos últimos anos vinha vivendo uma ascensão econômica e estrutural na microrregião, tem vivido uma séria estagnação política. Prefeito cassado e eleições suplementares ocasionaram uma desestruturação na cidade e os rombos nas contas públicas não param de crescer. Uma enxurrada de denúncias tem sido uma marca do atual governo e as receitas para fechar as contas quase nunca são o suficientes. Só para se ter uma ideia, parte do funcionalismo público passou os festejos de final de ano sem receber salários. Os atrasos atingem desde comissionados, até funcionários efetivos.
Em uma nota divulgada na manhã desta sexta-feira, (04), a prefeitura informou que os servidores lotados na área administrativa foram pagos apenas na última quarta-feira, (02), e que valores referente ao 13º, da área da educação, foram pagos nos dias 20 e 28 de dezembro. Os salários só foram pagos no dia 31 do mesmo mês, o que acarretou na baixa circulação de valores no comércio local.
Há ainda uma série de servidores sem décimo e sem salários. A exemplo dos comissionados e contratados, sem previsão de pagamento. Fonte: diarioparalelo

Nenhum comentário:

Postar um comentário