.

.

.

.

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2019

POLÍTICA: Lázaro e Alice 'lideram' em Salvador; Pelegrino e Reis vêm na sequência

A primeira pesquisa eleitoral sobre a corrida pela prefeitura de Salvador em 2020 mostra que candidatos que estiveram nas urnas em 2016 e 2018 levam vantagem na disputa. Em três cenários estimulados, Irmão Lázaro (PR) e Alice Portugal (PCdoB) aparecem à frente dos adversários, apesar de percentuais muito próximos com outras figuras citadas como candidatas. O levantamento encomendado pelo Bahia Notícias e pelo Grupo Metrópole ao Instituto Paraná Pesquisas ouviu 804 pessoas entre os dias 17 e 20 de fevereiro e possui margem de erro de 3,5%. O intervalo de confiança é de 95%.
O primeiro cenário testado é pulverizado entre 13 nomes – ao menos um ligado a cada partido político com disposição a disputar a prefeitura da capital baiana. Nesse quadro, o ex-candidato ao Senado, Irmão Lázaro, foi citado por 12,3% dos entrevistados. No entanto, o cantor aparece em empate técnico com Alice Portugal (11,8%), Bruno Reis (11,7%), Lídice da Mata (10,4%) e Nelson Pelegrino (8,5%). Ainda entre os políticos profissionais, Tia Eron (PRB) foi citada por 5,1%, seguida por Otto Alencar Filho (2,9%), do PSD, Dayane Pimentel (2,4%), do PSL, Cacá Leão (2,2%), do PP, e Geraldo Jr. (2,1%), do SD. No campo dos outsiders – ou sem filiação partidária definida -, Guilherme Bellintani é opção para 2,4% dos entrevistados, enquanto Fábio Vilas Boas teria 1,9% e Nizan Guanaes 1%. Neste cenário, 19,6% dos eleitores não votariam nos nomes citados e 5,6% não souberam responder.  BN/ Metrópole:

Nenhum comentário:

Postar um comentário