.

.

.

.

sexta-feira, 8 de março de 2019

Em marcha das Mulheres, Alice critica Bolsonaro e pede liberdade para Lula

Em marcha unificada das mulheres em Salvador, neste 8 de março, a deputada Alice Portugal (PCdoB/BA) criticou o governo fascista e misógino de Bolsonaro e sua reforma da previdência, que atinge de forma cruel e criminosa as mulheres. Ela aproveitou para reiterar a importância do senador Angelo Coronel retirar o projeto que propõe o fim da cota mínima de 30% para candidaturas femininas. “As mulheres têm sido protagonistas das mais diversas lutas no mundo inteiro. Elas que erguem a voz contra o desatino de Trump nos Estados Unidos, contra o genocídio na Ásia e no norte africano. São as mulheres que têm levantado a voz contra este governo de viés autoritário, machista e conservador no Brasil. Estamos aqui para dizer ‘Não’ à reforma da previdência de Bolsonaro, que atinge as mulheres, principalmente as mais pobres, as negras, as trabalhadoras rurais”, disse Alice. Sobre o projeto que propõe o fim da cota feminina nas eleições, Alice afirmou que o senador se equivocou. “Retira a proposta, Coronel. Este projeto não tem sentido, as cotas são um pagamento do débito social de séculos às mulheres. Esse nosso 8 de Março ficará na história, pois aqui estão as mulheres que estão na linha de frente na luta contra Bolsonaro, contra a reforma da previdência, pela revogação da reforma trabalhista, pela liberdade para Lula, por nenhum direito a menos e por mais saúde e educação para o nosso país”, finalizou. Assessoria de Comunicação – Deputada Alice Portugal

Nenhum comentário:

Postar um comentário