.

.

.

.

sexta-feira, 12 de abril de 2019

Em requerimentos aprovados pela Comissão do Esporte, o deputado Raimundo Costa pede fiscalização e discussão a respeito de CIEs

Na tarde de quarta-feira (10), diante de reunião ordinária na Comissão do Esporte na Câmara dos Deputados, foram aprovados dois requerimentos de autoria do deputado federal Raimundo Costa (PR/BA). Os documentos visam a realização de visitas técnicas aos Centros de Iniciação Esportiva (CIEs), e a realização de reunião de Audiência Pública com intuito de debater sobre a implantação e desenvolvimento dos centros em cidades brasileiras. Os Centros de Iniciação Esportiva tiveram total atenção do parlamentar Raimundo Costa (PR/BA). Desenvolvidos pelo Ministério do Esporte, atual Secretaria do Esporte, os CIEs fazem parte da segunda etapa do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2). A intenção do espaço é ampliar a oferta de infraestrutura e de equipamentos públicos esportivos qualificados, para aumentar o incentivo a iniciação esportiva e permitir a formação de atletas em territórios de alta vulnerabilidade social das regiões brasileiras.
Dos pedidos
Os pedidos sugeriram que membros da Comissão do Esporte, entre titulares e suplentes, façam visitas técnicas à CIEs, com a finalidade de conhecer o funcionamento do local, envolvendo infraestrutura e o lado social do projeto que atua desde 2016.
Também com aprovação, diante da presença do Presidente da Confederação Nacional dos Munícipios, Glademir Aroldi, da realização de implantação de reunião de Audiência Pública, com intenção de debater sobre a implantação e desenvolvimento dos centros nas cidades brasileiras. O requerimento em questão, apresentado e discutido durante a Comissão, prevê a construção de mais CIEs em todo o país, prevendo alcançar 263 cidades, disponibilizando três modelos de centros, cada um ocupando uma área de 2.500m², 3.500m² e 7.000m².
Os centros
Desde o ano de 2016, foram inaugurados 19 CIEs em cinco regiões do país: São Paulo, Paraná, Minas Gerais, Acre e Rio de Janeiro. Para o ano de 2019, é esperado que haja a inauguração de mais 53 centros em 19 estados.
Os centros esportivos oferecem duas modalidades: olímpicas, que compreende atletismo, badminton, basquete, boxe, esgrima, futsal, ginástica artística de trampolim, ginástica rítmica, handebol. Judô, levantamento de peso, lutas, taekwondo, tênis de mesa e vôlei. Já as paraolímpicas entendem como esgrima em cadeira de rodas, judô, halterofilismo, tênis de mesa, vôlei sentado e goalball.
Com informações da Assessoria de Imprensa/Deputado Raimundo Costa

Nenhum comentário:

Postar um comentário