.

.

.

.

quarta-feira, 8 de maio de 2019

Prefeito de Wenceslau Guimarães vai descontar salário do profissional da educação que participar de paralisação

Em ofício enviado ao Diretor do Núcleo Sindical, de Wenceslau Guimarães, e assinado pelo Secretário da Educação Municipal, o prefeito comunica que os servidores que não cumprirem com suas obrigações funcionais terão apontadas faltas não justificadas e, em consequência, descontos salariais. A paralisação nacional está prevista para acontecer no próximo dia 15 de maio. Liderada pela Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), a paralisação acontece principalmente contra a reforma da previdência. Os profissionais da área alegam que o magistério está entre as categorias mais prejudicadas. Apoiador declarado do presidente Jair Bolsonaro, “Kaká” tem tomado nos últimos dias medidas impopulares e que confrontam à população, a última, por exemplo, foi o Projeto de Lei aprovado pela Câmara e que inclui o pagamento de taxa de iluminação público na conta do contribuinte. A decisão gerou revolta na cidade e os vereadores tiveram que ser escoltados pela polícia no dia da votação. Fonte: diarioparalelo.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário