.

.

.

.

quarta-feira, 8 de maio de 2019

Secretaria da Cultura de Cairu busca apoio do Governo do Estado para fomentar Cultura Afrodescendente

Buscando fomentar a Cultura Afrodescendente e aproximar as discussões pertinentes a temática da comunidade, a Secretaria Municipal da Cultura esteve reunida no último dia 30 com o diretor do CCPI (Centro de Culturas Populares e Identitárias), André Reis. De acordo com a secretária Graça Peleteiro, a ideia é que com o suporte técnico do CCPI sejam formatados projetos que envolvam aspectos culturais da cultura de matriz africana, como a gastronomia, música e dança. Segundo dados do IBGE,  mais de 84 % da população cairuense é negra. Atualmente, o município conta com sete comunidades quilombolas reconhecidas, são elas: Cajazeira, Prata, Rua do Fogo, Batateira, Galeão,Torrinhas e Monte Alegre. O CCPI, vinculado à da Secretaria de Cultura do Estado (Secult), é responsável pela execução, proteção e promoção das políticas públicas de valorização e fortalecimento das manifestações populares e de identidade, orientadas de acordo com o pensamento contemporâneo da Unesco e do Ministério da Cultura. O campo de atuação da unidade contempla a cultura do sertão, de matrizes africanas, ciganas e indígenas, LGBTQ+, infância e idosos. Além de fomentar, preservar, promover e fortalecer as manifestações culturais, o Centro também cuida das festas e celebrações populares, que na Bahia chegam a ter um alcance que impacta a economia e o turismo. ASCOM

Nenhum comentário:

Postar um comentário